On Math, Teaching, and the Magic of Bad Drawings: A Conversation with Ben Orlin

Caraca encontrei a família do MICO & MUCO, rssss.

Discover

Ben Orlin’s signature stick figures have been (snarkily) explaining mathematical concepts since 2013 at Math with Bad Drawings. By day a math teacher in Birmingham, England, Ben is a voraciously curious, multidisciplinary writer and educator whose work has also been published at The Atlantic, the Los Angeles Times, and Slate.

As a longtime fan of his blog, I wanted to ask Ben about cannibalistic numbers, his passion for teaching, and some of the more egregious uses of math in popular culture — and he was kind enough to respond not only with his sharp words, but also his beloved “bad” drawings.


Ben Orlin photo

All drawings in this interview are courtesy of Ben Orlin.

What is it about math that made you decide to teach it?

When it comes to learning, I’m pretty omnivorous: I’d have happily taught English, history, or social sciences — anything but lab sciences…

Ver o post original 945 mais palavras

Anúncios

Sobre KAMBAMI

Uma metamorfose humana do conhecer e aprender. Simples porém exigente. Bem sobre o autor desse blog, me parece ser um cara legal, gosta de conversar, dar pitacos aqui e acolá. Procuro ser o mais sincero que a vida me permite, adoro amizades, sou tímido acreditem também uma metamorfose ambulante como diria Raul. Adoro cozinhar, mas na escrita sou mesmo comilão, como acento, concordância verbal, minha gramática de fato anda bem mal, mas sou um cara legal. Tenho muito gosto em escrever o que me vem à mente ou o que me chega aos ouvidos e visão, sou um observador nato desde minha aparição. Aqui é um palco de teatro não se engane há muito de quem escreve e muito de fantasia, mas não há bilheteria, então sinta-se a vontade, puxe sua cadeira e sente, estou quase sempre presente, me enrolo muitas vezes nessa de seguir quem me segue, me perco nesse mundo danado de internet. Não sou esnobe, sou pessoa bem simples, gosto da natureza, da boa mesa, do bom papo, não tenho hora, não uso relógio para controlar meu tempo, a muito me deixei ser levado ao vento, ora furioso que me derruba e machuca, ora bondoso que me embala em doçura. Chamo-me Cláudio El-Jabel, também podem me chamar de Kambami ou Kael, adoro distribuir carinho sem intenção outra que não seja da amizade ser bela, ser amiga, ser sincera, entendo que nossa vida é algo muito rápido e nem sempre dá tempo de nos conhecermos melhor, mas essa é minha apresentação, muito prazer, eu não esqueço vocês, já os tenho em meu coração, sejam bem vindo então.
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s