E de si, o que há?

Não poderia deixar escapar, é muito precioso e devemos compartilhar. 😉

Mira certeira, faca sem ponta - PALAVRAS

image

Arre! Todos os escribas e filósofos pro diabo! Que muitas vezes é preciso estar só com suas conjecturas. Remoendo suas vivências. Mascando fumo, pitando cachimbo, baforando o mundo.

Não há tempo pra tarantismos ou rinhas de galo. Disputas de mestres do ar. Nem sempre se tem bom humor para o rumo. Quase nunca a poesia ou a prosa são moedas de valor. As artes, em geral, que tanto valoram, em sua maioria não passam de embustes, diminutas, desremediadas de excelência. Pedestal para o bezerro de ouro. Pro diabo as artes, também.

Quando em quando tem aquele que cita um ou outro falecido, em exibido “de cor”: ah, fulano de tal disse, fez, inovou, acertou, guiou! Pro diabo as referências, quando as experiências lhe falam mais alto, quando em si carregas verdades experimentadas, conquistadas, praticadas, calculadas e não apenas absorvidas em moforentas bibliotecas de falidas universidades ou esquentando poltronas e ácaros…

Ver o post original 173 mais palavras

Anúncios

Sobre KAMBAMI

Uma metamorfose humana do conhecer e aprender. Simples porém exigente. Bem sobre o autor desse blog, me parece ser um cara legal, gosta de conversar, dar pitacos aqui e acolá. Procuro ser o mais sincero que a vida me permite, adoro amizades, sou tímido acreditem também uma metamorfose ambulante como diria Raul. Adoro cozinhar, mas na escrita sou mesmo comilão, como acento, concordância verbal, minha gramática de fato anda bem mal, mas sou um cara legal. Tenho muito gosto em escrever o que me vem à mente ou o que me chega aos ouvidos e visão, sou um observador nato desde minha aparição. Aqui é um palco de teatro não se engane há muito de quem escreve e muito de fantasia, mas não há bilheteria, então sinta-se a vontade, puxe sua cadeira e sente, estou quase sempre presente, me enrolo muitas vezes nessa de seguir quem me segue, me perco nesse mundo danado de internet. Não sou esnobe, sou pessoa bem simples, gosto da natureza, da boa mesa, do bom papo, não tenho hora, não uso relógio para controlar meu tempo, a muito me deixei ser levado ao vento, ora furioso que me derruba e machuca, ora bondoso que me embala em doçura. Chamo-me Cláudio El-Jabel, também podem me chamar de Kambami ou Kael, adoro distribuir carinho sem intenção outra que não seja da amizade ser bela, ser amiga, ser sincera, entendo que nossa vida é algo muito rápido e nem sempre dá tempo de nos conhecermos melhor, mas essa é minha apresentação, muito prazer, eu não esqueço vocês, já os tenho em meu coração, sejam bem vindo então.
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

10 respostas para E de si, o que há?

  1. mariel disse:

    Estamos soltando os fantasmas, hum?

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s